sábado, 2 de agosto de 2008

Internas

Hoje o Wilson me deu umas lições tão lindas sobre ter os pés no chão, sobre o sofrimento que acompanha as idealizações, sobre ter espírito prático em alguns momentos e não em outros (não apenas em relação ao "plano c"), que eu juro que farei o maior esforço em entendê-las quando eu chegar na crise dos 30, tá?

Até lá, ao menos vou vestir um tapa-olho, pra não vislumbrar tantas possibilidades improváveis. E também não vou insistir, em vão, na tentativa de fugir do determinismo que sempre nos acompanha. Não sem um esboço de sorriso. Why so serious, right? Cem anos é pouco tempo pra perder com moinhos imaginários. A fórmula é: mais Machado, menos Cervantes.

A não ser, é claro, que um plano c me leve um dia para Côte d'Azur. Tá, entendi! Isso é improvável demais e eu preciso de só mais 4 meses de paciência e uns 4 kg a menos de ambição. O peso absurdo da idealização acaba com a leveza do dia-a-dia.


Eu espero lembrar-me disso após a próxima tpm ou outra t qualquer. Vou rabiscar na parede das minhas (poucas) memórias úteis.
Também espero cada vez menos postagens diarescas :p

7 comentários:

Wilson Guerra disse...

Êeee crise dos 30! hauahaauaha
:****

Wilson Guerra disse...

E pq vai ter menos postagens diarescas? O.o

Maíla disse...

Pq postagens diarescas só interessam a mim. É muito umbiguismo, certo?

O Desbunde disse...

putz estou precisando de uma lição dessas tb Wilson. TPM é uma merda, sinto-me pleno vazio sem refúgio, mero caldeirão borbulhante.
ah esses hormônios... um dia eles me pagam

crise dos 30... que medo. experimente TPM + chocolate + sex and city (uma dessas séries um tanto machistas, coisas da burguesia...), mas elas são ótimas para aquele dia de bode, ou seja, se quer ficar triste, vale a pena! comigo funciona! rs rs rs

Wilson Guerra disse...

Camila, dérreau a consultoria! hauahauahahaha

Rudah A. L. disse...

Pq menos ambição? Não é tão ruim assim. Ou é?

Maíla disse...

É.