segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Parindo-se na paulicéia

Aquela sensaçao de que nasci novamente. Eu, parida de mim. Novamente abrindo os olhos para o mundo toda vez em que ele me surpreende, como se fosse a primeira vez. E dessa, ele me disse: "Sim, a vitamina urbana é possível. A mistura que alimenta. Nao mais os já indigestos branco e negro puros, mas tons de cinza ao infinito. Tudo isso ao alcance de teus olhos, tua língua, tua pele. Aproveita entao, pequena, estes novos sabores e recria-te!"

Triste saber que, depois de provar do nutritivo caos urbano, voltarei ao velho copo de leite de verdades já azedas e imutáveis. De volta à rotina, aquela nossa filha única e mimada de cada dia. Mas o gostinho do caos, ahhhh! Esse eu nao esqueço mais. Nem do caos, nem daquele que me ajudou (e que também ajudei) a provar dele.

Em Sao Paulo, o adeus é um até logo. Até o próximo parto.

2 comentários:

Wilson Guerra disse...

"Ode à capital quatrocentenária"
heheheheh

Bruno Moreschi disse...

:)