quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Je vous salue, Marie - de Godard

" Do amor, só tive sua sombra, sim. Na verdade, a sombra de uma sombra. Como o reflexo de um lírio em um lago não parado, mas agitado pela ondulação da água. E assim o reflexo fica deformado, e não mais é o seu ser."

"-O que tem as formigas?
-Olivier achou um formigueiro. Ele instalou um sistema elétrico para mantê-las aquecida no inverno.
-Queria deixá-las acordadas no inverno na esperança de que usariam o tempo livre para inventar coisas.
- O quê?
- Música talvez
."

"Acredito que o espírito atue sobre o corpo. O transfigure. O cobre com um véu que o mostra mais belo do que é. Pois o que é a carne sozinha? Alguém pode vê-la e só sentir nojo. Pode vê-la caída, bêbada... ou morta, no caixão. O mundo está cheio de carne, como a prateleira do vendedor. Fica cheia de velas quando chega o inverno. Mas só quando leva uma vela para casa e a acende, que ela lhe dá algum conforto."

" A terra e o sexo estão em nós. Lá fora só há estrelas."

3 comentários:

Wilson Guerra disse...

Na verdade os átomos que compoem nossos corpos foram sintetizados no interior de uma estrela. Portanto, há mais em nós do que terra e sexo!

E não me chama de cientista frio!

Maíla disse...

Mais frio que a calota polar.

Ou seja, pode esquentar um dia.

José Pinheiro Neves disse...

"Acredito que o espírito age sobre o corpo., transfigura-o, cobre-o com um véu que o faz parecer mais belo do que é. O que é então a carne por si mesma? Podemos olhá-lha e não sentir senão nojo.
Podemos vê-la, embriagada no deboche ou morta no caixão.

Porque o mundo está sempre cheio de carne, como o balcão da mercearia está cheio de velas do inverno. Mas só após ter levado uma para casa, e de a terdes acendido é que ela vos pode oferecer conforto."

'Je vous salue, Marie'

Jean-Luc Godard