sexta-feira, 9 de maio de 2008

Voyeurismo

Voyeurismo psicológico pode ser algo muito interessante. Vai além da curiosidade pelas vidas alheias expostas na net. É mais um farejar de minúcias, trejeitos, manias e exotismos implícitos em todo mundo. Também não é buscar essas coisas em uma só pessoa -isso é fixação-, mas interessar-se pelo que é pequeno em tudo.

Como quando você passa por por alguém com pressa e vê que ele ou ela está andando sorrindo. Andar sorrindo, puxa! Não tem como não sorrir também, a não ser que você e seu umbigo formem um só bico imenso de desgosto pela vida. Qual seria o motivo da felicidade? Será que mais algum traço do rosto - uma ruga talvez - o revele? Será que a cor da blusa, o corte do cabelo, a idade ou as mãos no bolso nos dizem algo? O que teria tanto valor para ela, que tenha dado certo e a deixara assim? Será sorte no amor e no jogo - obviedades - ou ela também maravilhara-se com algo pequeno, como o sorriso de um terceiro transeunte?

Quando menos percebe, você já está inexplicavelmente sorrindo, contagiado pela dúvida e pela minúcia. Santa curiosidade! Só ela para fazer-nos ver as coisas com olhos de águia. A visão do que é microscópico é o faz a vida parecer valer a pena, mesmo quando ela não vai lá aquelas coisas.

4 comentários:

Abra meus olhos... disse...

Ao ler esse texto pensei em muitas coisas...daquela que o sorriso abre muitas portas e até em uma reportagem que eu li na galileu falando do egocentrismo vou te emprestar a revista, gostei da maneira que o texto fez eu refletir.
Sempre que der passarei por aqui, mesmo se for pra deixar um comentáio vago como esse. É gostoso ler seus textos!
beijos

Denis Forigo disse...

:)<-<

(para quando precisar de alguém sorrindo)

Maíla disse...

Esse sorrisinho me fez sorrir aqui! Obrigada!

Denis Forigo disse...

;)